Nascido a 7 de Janeiro de 1988 em Breda, Holanda, Robbert van de Corput, conhecido como Hardwell no mundo da Dance Music, anunciou em Setembro que ia tirar algum tempo para si e se afastar de cena. A sua última atuação foi com a Metropole Orkest num concerto muito especial e único no ADE. Mas não fiquem tristes com isto! Hardwell disse que vai continuar a produzir música e a se conectar com os seus fãs através das redes sociais. Fica atento e talvez tenhas uma surpresa! Agora que o produtor holandês está a tirar algum tempo para si, é hora de nós vermos o que ele alcançou e fez durante os últimos anos.

Aos 12 anos, Hardwell já tocava em festas. A primeira vez que tocou foi numa festa de aniversário de um amigo seu e, depois dessa mesma festa, o seu pai sugeriu que o seu nome de DJ fosse “Hardwell”. O nome vem da tradução do seu último nome, van de Corput, de latim e holandês para inglês. Depois disto, Hardwell não fez mais nada que realizar os seus sonhos e muito mais. Dois anos mais tarde, ele assinou o seu primeiro contrato e, até 2006, tocou por toda Holanda em discotecas.

Robbert sempre esteve predestinado a grandes coisas. Aos 20 anos já estava a reivindicar o primeiro lugar na tabela holandesa de dança, 6 vezes seguidas! A sua carreira teve uma grande reviravolta em 2009. O seu mashup entre a música Show Me Love de Robin S e Be de Steve Angello e Laidback Luke foi um dos maiores sucessos tocados nesse ano. Durante todo este tempo ele desenvolveu o seu som e lançou mais de 10 músicas, sendo uma delas Molotov que foi publicada no seu canal do Youtube em 2010. Este foi o ano em que a Revealed Recordings foi criada. A editora discográfica é a casa para a música do Hardwell e dos artistas em que ele acredita e apoia.

Tiësto teve um papel importante na carreira de Hardwell. Em 2010 ele convidou Hardwell para o palco do evento Club Life em Ibiza. Em 2011 eles lançaram a sua primeira colaboração, Zero 76. Este foi outro ano marcante onde Hardwell lançou o seu radio show, Hardwell On Air. O programa tem, neste momento, 389 episódios e é transmitido em 115 estações de rádio em todo o mundo. Encoded e Cobra foram também produzidas neste ano. Este ano foi ainda marcado pela sua estreia em festivais nos Estados Unidos, no EDC Las Vegas. Na votação anual da DJ Mag, Top 100 DJs, Hardwell conseguiu ficar posicionado no 24º lugar.

No ano seguinte, Hardwell produziu as duas faixas que os fãs amam mais e que os leva à loucura quando ele toca. Se realmente adoram o Hardwell já sabem do que estamos a falar: Spaceman e Apollo, com Amba Shepherd. Ambas as músicas, juntas, têm 167 milhões de reproduções apenas no Youtube. Neste ano Hardwell ganhou ainda vários prémios. Ficou em 6º lugar na votação da DJ Mag, ganhou o Best Breakthrough DJ no evento 2012 Miami IDMA e foi nomeado como o “DJ a assistir” em 2012 pela MTV. Posto isto, Hardwell tinha tudo para evoluir ainda mais e mostrar ao mundo que estava aqui para realizar grandes coisas.

Nos anos que se seguiram, até hoje, produziu e lançou cada vez mais músicas a cada ano. Em 2016 lançou 12 músicas e 6 remixes, 18 originais e 4 remixes em 2017 e, este ano, 18 músicas e 3 remixes, incluindo o remix de Every Time We Touch dos Cascada e a edição de Do It Till Your Face Hurts do duo Dada Life. Como o ano ainda não acabou achamos que não é seguro que a contagem acaba aqui, até porque os fãs ainda esperam pela música que dará seguimento a Apollo, estreada este ano no Tomorrowland.

De volta a 2013, Hardwell fez o inevitável e foi coroado o DJ Nº 1 do mundo, passando o vencedor por 5 vezes, Armin van Buuren. Neste ano, Robbert começou a sua nova tour, I Am Hardwell, que acabou em 2014 com 32 concertos por todos os continentes. Em 2014 voltou a ganhar o concurso da DJ Mag pelo segundo ano consecutivo. Desde esse ano, Hardwell fez tantas coisas que é impossível acompanhar todas elas. Entre colaborações, remixes, festivais, programas de rádio e álbuns, Hardwell também conseguiu fazer um documentário quando anunciou a sua tour, uma fundação chamada United We Are Foundation e tocar no World’s Biggest Guestlist Festival, angariando dinheiro suficiente para dar educação a mais de 100,000 jovens crianças.

Há muito mais a dizer acerca do Hardwell e o que ele fez enquanto DJ e, mais importante, enquanto pessoa que se preocupa com os outros e ajuda aqueles que precisam. Não existem palavras que consigam exprimir o quanto todos estão agradecidos e adoram cada momento que Hardwell criou e tornou mágico com a sua presença e música. Tudo o que podemos dizer é “OBRIGADO HARDWELL” por seres quem és. Isto não é um adeus. Nós vamos continuar a apoiá-lo e à sua música e esperar que o vejamos mais uma vez num espectáculo o mais rápido possível!

About The Author

Staff

All of the article posted with this account are written by contributes and guest writers, If you wish to see your article featured email us at info@widefuture.com with the header "Guest Writer"

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.