O Spotify e a Ancestry juntaram-se para uma parceria que consiste em criar playlists com base no DNA dos usuários. Se já enviaste um dos testes de DNA da Ancestry, é possível fazer um rastreio do teu histórico familiar e inserir os resultados no Spotify. Aí, o Spotify cria uma lista de reprodução com base no teu gosto musical e com base na história da sua família.

Numa conversa com a Quartz, o executivo vice-presidente e diretor do departamento de marketing da Ancestry, Vineet Mehr disse “É muito mais do que estatísticas, dados e registos. Como podemos ajudar as pessoas a conhecer sua cultura e não apenas a ler sobre ela? Uma maneira óbvia de fazer isso seria através da música.”

Se quiseres saber mais, primeiro tens que te inscrever no programa ancestryDNA por 99 dólares. Caso já conheças a tua árvore genealógica, ancestryDNA oferece uma ferramenta manual para criar a lista de reprodução.

Muitas preocupações foram levantadas sobre a privacidade dos dados, mas a Ancestry garantiu que o processo é construído para proteger as informações dos usuários. Em relação à parceria, a empresa online disse:

“Proteger a privacidade dos nossos clientes é a prioridade principal da Ancestry. O Spotify não tem acesso aos dados de DNA de nenhum cliente da Ancestry. Os clientes podem inserir manualmente regiões, no gerador de listas de reprodução do Spotify e, em seguida, uma lista de reprodução personalizada é criada com músicas de artistas de várias regiões e em uma grande variedade de gêneros musicais. Todas as informações são inseridas manualmente pelos clientes e a experiência é completamente opcional. ”

 

About The Author

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.