20 de abril de 2018 e o mundo da eletronic dance music ficou em choque com a notícia do falecimento do artista sueco, Avicii.

Inúmeras mensagens emocionantes foram deixadas através de outros grandes artistas que não quiseram deixar em branco a despedida, publicando nas redes sociais diversas fotos com o artista a lamentar o sucedido. Mas quem é afinal Avicii ou Tim Berg?

Tim Bergling, mais conhecido no mundo da música por Avicii, nasceu na Suécia, mais propriamente em Estocolmo, no dia 8 de setembro de 1889. Não foi preciso esperar muito tempo para perceber que Avicii tinha algo de especial, demonstrando que ia ter um grande futuro na música.

O seu primeiro remix foi para o jogo “Lazy Jones”, da commodore 64, o desktop que foi produzido para uso pessoal em 1982. Com esse remix foram abertas novas portas e Avicii lançou a sua primeira música pela Strike Recordings. 

Desde então, Avicii começou a dar nas vistas nos clubes da sua cidade e mostrou que não era apenas mais um no mundo da música. Por curiosidade, o nome “Avicii” surgiu devido a este ter criado um perfil no myspace. Visto que, o seu nome próprio já se encontrava atribuído decidiu escolher o nome de “Avicii”, nome que não foi escolhido ao acaso, que significa um baixo nível do inferno na religião do budismo.

Foi em 2010 que houve o grande “boom” e é editada a música “Seek Bromance” que rapidamente alcançou vários tops mundiais e que foi sem duvida um grande hit mundial. Mas Avicii não parou e no ano seguinte lançou a tão conhecida Levels que foi criada em torno de um sample de “Something’s got a hold on me” da cantora de soul Etta James. A sorte esteve do seu lado, pois nos anos de lançamento dos dois singles, a música eletrónica foi um sucesso, tornando-se viral, o que veio também ajudar com as novas músicas.

Avicii começou a subir aos palcos de grandes festivais sendo um deles o Ultra Music Festival, em Miami, na edição de 2012 onde fez entrar em palco Madonna. Em Portugal, a sua estreia foi também em 2012 na EDP Beach Party onde se deu a conhecer aos portugueses. No fim desse mesmo ano lançou com Nicky Romero, outro grande hit, “I could be the one ”, foi outro sucesso em 2013 e esteve no top de cerca de 22 países. Uma das curiosidades acerca desta música, segundo a Billboard, foi que a versão original da música tinha uma parte da musica “D.A.N.C.E”, de justice, que na edição final acabou por ser removida.

No ano de 2013, Avicii lançou o seu primeiro álbum de originais intitulado de “TRUE” e um dos grande êxitos foi a inesquecível “Wake me up” que bateu todos os recordes, mais uma vez, e que foi uma das músicas mais ouvidas no mundo nesse ano. Avicii arriscou tudo, pois colocou dois estilos, eletrónica e country, numa só música, deixando a maioria do público com grandes expectativa de como iria correr. Ainda nesse mesmo álbum foi lançada “Hey Brother” com a voz de Dan Tyminski, que foi novamente um sucesso mundial. Neste mesmo ano, Avicii regressou a Portugal para atuar no Meo Sudoeste.

Dois anos após o sucesso de “True”, o produtor sueco não parou e lançou outro álbum, desta vez com o nome “Stories” e para começar em grande lançou o primeiro single “Waiting for love”. A primeira música contou também com o apoio de Martin Garrix e com os vocais de Simon Aldred, da banda Cherry Ghost.

Após os dois grandes álbuns de sucesso, em 2016, Avicii anunciou que se iria retirar, o que deixou todos os seus fãs e apreciadores de música eletrónica devastados, pois este acabou por marcar uma geração. Antes de se retirar, Avicii atuou no Rock in Rio, em Lisboa, perante uma plateia que esperou ansiosamente até ao fim para poder assistir ao seu grande espetáculo.

Avicii decidiu retirar-se e passo a citar “Precisava de perceber o que fazer da minha vida. Tudo começou a rodar à volta do sucesso pelo sucesso. Já não conseguia extrair dali qualquer felicidade”. O mesmo afirmou que queria manter-se afastado da EDM o máximo que conseguisse e explorar outros estilos musicais. Um dos diversos motivos que o fizeram tomar esta decisão foi o excesso do consumo de álcool que, mais tarde, levaram a uma pancreatite sendo necessário serem removidos a vesicula biliar e a apêndice.

Infelizmente ficamos sem saber se o seu regresso algum dia seria possível, mas sabemos que deixou um legado invejável do qual jamais esqueceremos. Saliente-se que em 2011 Avicii criou uma organização ‘House of Anger’, que luta contra a fome em África.

“ONE DAY YOU’LL LEAVE THIS WORLD BEHIND

SO LIVE A LIFE YOU WILL REMEMBER.”
Descansa em Paz.

About The Author

Staff

All of the article posted with this account are written by contributes and guest writers, If you wish to see your article featured email us at info@widefuture.com with the header "Guest Writer"

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.