Spotify está à tentar esclarecer sobre quem produz e escreve as faixas.

Todos conhecemos aquele produtor que passa grande part do ano a viajar, que nunca está no estúdio e mesmo assim ainda tem tempo para lançar uma faixa todas as semanas. Nós sabemos que algo de estranho se passa, tu sabes disso, e todos sabem que provavelmente está à usar um Ghost Producer – alguém que produz em segredo em nome de outras pessoas – ou possivelmente o artista pode ser franco com os seus fãs e dizer que tem ajuda de alguém.

Armin Van Burren, por exemplo, tem sido franco com o facto de ter ajuda no estúdio, isto não significa que ele não produza as suas faixas. Até agora, todos esses “ajudantes” não recebiam o crédito que merecem em plataformas de stream como o Spotify. No entanto, a gigante sueca está à mudar para que possa mostrar quem é que produz ou escreves as faixas.

Em uma entrevista com o Music Business Worldwide, Tiffany Kumar, chefe global de composição de músicas no Spotify, disse:

“Os compositores são uma força integral por trás da música que amamos … Com o recurso de crédito recém-lançado, buscamos aumentar a visibilidade dos compositores e produtores e, por sua vez, promover a descoberta entre novos colaboradores, parceiros da indústria e fãs”.

Annika Goldman, Diretora de Operações de Música, Spotify, acrescentou:

“Quanto mais compartilhamos informações, mais oportunidades podemos ajudar a criar para compositores. Este é apenas o começo de tornar os créditos dos compositores e produtores mais facilmente disponíveis para os ouvintes da Spotify, e estamos ansiosos para melhorar continuamente essa informação, em estreita colaboração com a nossa. parceiros da indústria da música “.

Isto ajudará a desmistificar quem produziu suas faixas sozinho, quem ajudou ou quem não produz nada? Não temos certeza, mas pode lançar um pouco de luz sobre este assunto.

About The Author

There is something special about Dance Music, you can't explain it, just feel it. Dance Music is more than just music, Dance Music is a culture a movement. One that I respect deeply and love to understand be a part of. Started Wide Future in 2014 because of the love I have for every single genre of Dance Music, Techno, House, Drum, Big Room, Trap, Trance, etc.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.