Depois de “Hardwell and Friends VOL. 1” e 2, aqui está o terceiro EP!
Ele foi estreado há uma semana, na edição especial do Hardwell On Air 350.

O EP é composto por 5 músicas:

Hardwell & Timmy Trumpet – The Underground

É a primeira vez que o Hardwell e o TImmy Trumpet estão a colaborar e, eu tenho de dizer, a música está brutal! Tem muitas influências de psy trance mais melodias de big room e, no break, um pouco de trap. Estas três coisas juntas fazem desta música única e soberba.

Hardwell & Quintino – Woest

Depois de “Scorpion”, “Baldadig” e o remix da Mi Gente, aqui está a quarta música entre Hardwell e Quintino (a “Scorpion” é uma faixa do Quitino mas a versão que foi lançada foi um edit do Hardwell e o remix da Mi Gente foi um remix com as vocals e leads da “Baldadig”). Portanto, podemos dizer que é a apenas a segunda colaboração entre os dois artistas. A música tem bastantes sons Holandeses, incluindo o nome: woest significa feroz e baldadig significa barulhento.

Hardwell & SICK INDIVIDUALS – Get Low

Todos os fãs da Revealed Rec. estavam à espera desta! A música foi estreada pela primeira vez no set do Hardwell no Ultra Europe no ano passado, quando o DJ holandês trouxe ao palco os Sick Individuals no meio do seu set, e desde aí houve cada vez mais gente a querer ouvir a música.

Hardwell x Jewelz & Sparks – Safari

Para muitos fãs, esta é a melhor música do EP, porque é algo fora da caixa dentro dos géneros que o Hardwell costuma produzir, é algo diferente, mas que soa muito bem. A música tem muitas influências dos Jewelz & Sparks, como por exemplo o break e os sons de house no drop.

Hardwell & Dr Phunk feat. Jantine – Take Us Down (Feeding Our Hunger)

Aqui está o seguimento da “Here Once Again”! A tão esperada segunda collab entre Hardwell e Dr Phunk. O Hardwell já tinha dito que este ano ia apostar em hardstyle na sua label, tal como no ano passado, ou talvez ainda mais, e uma das evidências é esta, a primeira música de hardstyle da Revealed este ano.
De mencionar também o facto de as vocais da Jantine ficarem bastante bem na música, o que faz com que esta soe ainda melhor!

Retrospetiva: Este EP, dos três, é o que contem sons mais agressivos.
O Hardwell neste não apostou em Progressive House, mas apesar disso este não deixa de ser um EP com muita variedade no que toca aos géneros das músicas.

Podes ouvir o EP todo em baixo:

Leave a Reply

Your email address will not be published.