Está quase a chegar aquela altura do ano em que todas as nossas atenções se centram na cidade de Amsterdão, mais propriamente no Amsterdam Dance Event (ADE).
Com montes de conferências e centenas de festas a decorrer em simultâneo entre os dias 18 e 22 de Outubro, a capital da Holanda torna-se também na capital da música eletrónica, onde todos os subgéneros estão presentes.

No entanto, tanta qualidade junta traz uma pequena dificuldade àqueles que vão rumar à cidade: escolher a que festas ir, para poder ver os artistas que querem.
E como uma festa não se faz só de cabeças de cartaz, decidimos escolher 10 artistas secundários que, na nossa opinião, não deves perder se tiveres oportunidade.

Cyber

Nascido na Suíça, Seraja Hilbrecht é um DJ e produtor de 21 anos focado no Euphoric Hardstyle.
Aos 14 anos ouviu a sua primeira música de Hardstyle e decidiu pesquisar mais. Isto levou a que aos 15 anos começasse a tentar fazer as suas primeiras faixas, inspirado em artistas como Wasted Penguinz, Da Tweekaz e Wildstylez. Desde então já lançou em labels como a Dirty Workz, a Next e a Q-Dance.

Droeloe

Este duo holandês está a conquistar cada vez mais fãs nos últimos tempos!
Composto por Vincent Rooijers e Hein Hamers, os Droeloe estão em ascensão no mundo do Future Bass, tendo assinado pela label do San Holo – Bitbird – onde já deixaram a sua marca com “Lines Of The Broken”, o seu recente EP “A Moment In Time” ou o seu último single “Kintsugi”.

Podes vê-los nos eventos Insomniac Records Presents:Record Record e A night with Bitbird.

Jan Blomqvist

O músico alemão, nascido nos anos 80, é um dos mais interessantes e promissores jovens artistas de Berlim. Ao vivo toca a solo, mas no que toca à produção das suas faixas que podem ser inseridas na categoria de Electronica, Clubsoul e Minimal Techno, ele conta com a ajuda da sua pequena orquestra composta pelo percussionista Christian Dammann, o pianista Felix Lehman e o lírico Ryan Mathiesen.
O lançamento do álbum Remote Control em 2016 deu-lhe ainda mais notoriedade, levando-o a chegar ainda mais alto na sua carreira.

Podes vê-lo nos eventos Audio Obscura x Spectrum ADE e The Seekers of Light present: The Gardens of Babylon.

Julian Wassermann

Também alemão, Julian Wassermann é um produtor de Electronica, Deep Techno e Tech House a conquistar cada vez mais reconhecimento.
Com mais de 50 lançamentos em labels, as suas faixas já foram tocadas por grandes artistas como Laurent Garnier, Marco Carola e, entre outros, Oliver Koletzki.

Podes vê-lo no evento Senso Sounds Showcase.

Justin Mylo

Com apenas 21 anos, o jovem DJ e produtor Holandês vai-se sentir em casa, não fosse Amsterdão a sua cidade. Começou a tocar em bares locais há 7 anos atrás, descobrindo mais tarde a sua paixão e talento pela produção.
Com o seu estilo de Electro House, já colaborou com Martin Garrix, Mike Williams e outros artistas, lançando faixas na Spinnin’ Records e Musical Freedom, e pisando grandes palcos como o do Multiply Ibiza, o Ushuaïa Ibiza e o Don’t Let Daddy Know.

Podes vê-lo nos eventos One Night in Amsterdam x Nocturnal ADE Showcase, Messin Around with Mesto, Justin Mylo Presents: On / Off e Lucky Charmes in Control.

Khen

Natural de Tel Aviv, Israel, Khen começou a misturar música quando tinha apenas seis anos e a produzir aos 11 encorajado pelo seu irmão mais velho!
Assim, aos 27 anos de idade, Khen já traz consigo uma longa carreira e muito conhecimento dentro da underground scene, tendo lançado música em várias labels como a Bedrock, Vivrant, microCastle, Plattenbank e Lost & Found, lançando o seu álbum nesta última.

Podes vê-lo nos eventos Guy J Presents: Lost & Found e Click & Labyrinth ADE special.

Mesto

Com uma carreira curta mas bastante promissora, Mesto é um autodidata que desenvolveu as suas habilidade de produção e mixing com a ajuda do YouTube.
Dentro do seu estilo de Deep House e Future House, Mesto tem lançado as suas faixas na Spinnin’ Records e Musical Freedom, colaborando com Martin Garrix e Justin Mylo na faixa “Bouncybob” e tocando em vários lugares por todo o mundo.

Podes vê-lo nos eventos Messin Around with Mesto, Justin Mylo Presents: On / Off, The Cuckoo’s Nest, Vato Gonzalez Presents: Dirty House e Lucky Charmes in Control.

Olly James

Oliver James Purvis, conhecido por Olly James, é um DJ e produtor nascido e criado em Newcastle.
Começou a produzir aos 18 anos com a ajuda de tutoriais em vídeos e atualmente é um daqueles artistas que já deves ter debaixo de olho. Já lançou em várias labels como a Spinnin’ Records, Revealed Recordings e a Maxximize Records e colaborou com artistas como os VINAI, MOTi, Kenneth G e outros, chegando ao topo de rankings da Beatport e atuando por todo o mundo.

Podes vê-lo nos eventos Always Management Invites: Sophie Francis & TV Noise + Friends e Revealed Night.

Pete K

Está na altura de falar do Progressive House “puro” como quem está por dentro da scene há muitos anos lhe chama.
Pedro Caldeira, conhecido por Pete K, é um DJ e Produtor nascido em Lisboa, Portugal em 1993, residindo atualmente em Paris, França. Começou a produzir em 2010, tendo como influência artistas como Eric Prydz, Guy J, Jeremy Olander, John Digweed, 16 BitLolitas e Sasha. O seu estilo musical atravessa várias barreiras de géneros, sendo classificado como Progressive House, contendo um pouco do lado underground do Deep House, Tech-House e Techno.

Com as suas faixas, o português começou a ganhar cada vez mais reconhecimento internacional e apoio de uma longa lista de artistas bastante conceituados como Above & Beyond, Sander van Doorn, Paul Oakenfold e, entre outros, Third Party.
É um artista das labels ZeroThree, Proton Music e Intricate Records, tendo lançado também uma colaboração com os Third Party e o Cory Lasser na Release Records.

Se o quiseres ver no ADE, o Pete K vai estar presente no evento Third Party Presents: Release ADE.

Will Atkinson

Last but not least, Will Atkinson.

A native of Glasgow, he already has many successful releases and remixes associated with him, plenty of appearances on BBC Radio 1 and appearances on Beatport’s tops.
It is impossible to restrict Will Atkinson to just one style, since he refuses to conform to it, wants to be free to do whatever he likes and sound best to him. So the British has already produced Tech, Trance, Techno, Electronica, Progressive, Experimental, etc.
This takes him to travel all over the world, in the most varied festivals, including the biggest ones that exist like EDC Las Vegas, Dreamstate, Creamfields, Luminosity, ASOT, etc.

He will be in Menno de Jong Presents: In Trance We Trust Festival.

Now that we’ve given you some suggestions, it’s up to you to decide which events to go during your week in Amsterdam. Either way you can visit our page to be updated on everything that happens in ADE.
Enjoy your trip!

Leave a Reply

Your email address will not be published.